Tão importante quanto encontrar o grande amor é fazê-lo bonito. Acredite, há amores feios.

Gastam o pouco tempo que tem para discutir sobre o pouco tempo que tem, e trocam mais acusações do que carícias, e se criticam mais que se elogiam numa festa de se desentender.

Por amores mais bonitos, com mais palavras de acolher e entusiasmar, por mais colos, e cafunés, e beijos estalados, por mais gargalhadas de doer a barriga ao som de outra gargalhada.

E hoje em dia, como é que se diz Eu te amo?